Rio das Pedras ocupa 583º lugar no ranking de vacinação do Estado

Rio das Pedras ocupa 583º lugar no ranking de vacinação do Estado

Rio das Pedras ocupa o 583º lugar no ranking da cobertura vacinal contra o Covid-19, lançado nesta quarta-feira (27) pelo Governo do Estado de São Paulo, que abrange os 645 municípios paulistas. O percentual é calculado em função da estimativa populacional e do total de pessoas que já concluíram o esquema vacinal indicado nas bulas dos fabricantes dos imunizantes e pelo PNI (Programa Nacional de Imunizações), conforme dados reportados pelos próprios municípios na plataforma estadual VaciVida.

De acordo com as informações do Estado, até às 18h de quinta-feira Rio das Pedras tem 21.693 pessoas com o esquema vacinal completo, o que representa 60,70% do total da população estimada em 35.738 habitantes. Entre as cidades próximas, Rio das Pedras tem a pior colocação. Piracicaba está em 194º com 72,56% da população já vacinada com a segunda dose. As cidades de Mombuca, Saltinho e Capivari apresentam melhor colocação e ocupam as 259ª, 291ª e 532ª colocações, respectivamente.

De acordo com o ranking, cinco cidades localizadas nas regiões de Bauru e São José do Rio Preto já ultrapassaram a meta da campanha. O primeiro lugar é ocupado por Uru, da região de Bauru, que já tem mais de 98% dos adultos completamente imunizados. Na sequência, aparecem respectivamente Adolfo e Turmalina, ambas da região de Rio Preto e com mais de 94% de cobertura. Florinea, cidade próxima a divisa com o Paraná, tem 93%.

Outras 48 cidades já têm mais de 80% de cobertura. “Parabenizamos esses municípios por atingirem a meta da campanha entre adultos e seguimos contando com a mobilização de todas as 645 cidades para proteger a população da Covid-19”, diz a coordenadora geral do PEI (Plano Estadual de Imunização), Regiane de Paula.

Os dados de vacinação são obtidos a partir dos registros feitos pelas cidades no VaciVida, sistema que deve ser atualizado preferencialmente no mesmo dia da aplicação da segunda dose, uma vez que a falta de cadastro em tempo oportuno pelos municípios no sistema impacta na visualização adequada dos dados pelo PEI. Conforme a Resolução SS 59, que normatiza a atualização dos dados da campanha na plataforma, os municípios devem reportar os dados da vacinação em até 72 horas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Matérias Relacionadas