Polícia Civil prende golpistas por estelionato

Polícia Civil prende golpistas por estelionato

Dois homens foram presos no início da tarde de ontem, pela Polícia Civil de Rio das Pedras, tentando aplicar golpe em uma agência bancária da região central. O mandante tem 35 anos e o autor 65 anos. Segundo o investigador-chefe da delegacia local, Sidnei, os criminosos recrutam pessoas de mais idade, justamente por passarem maior confiança.

De acordo com o policial civil, após suspeitar de fraude em um documento apresentado na agência do banco Santander, uma pessoa responsável pelo local fez contato com ele dizendo que desconfiança de estelionato.

Foi apurado que o idoso chegou com documento falso no banco tentando abrir uma conta. Segundo o delegado Mauro José Arthur, provavelmente o cidadão ia aplicar golpe do Pix, fazer transferências indevidas e lesionar o cidadão de bem.

“É por meio de conta falsa que o estelionatário aplica o golpe em qualquer pessoa, que acredita ser verdadeira aquela operação, e fazem as transferências por meio do Mercado Livre, do Facebook”, declarou.

“Os dois vieram de Limeira, para aplicar golpe em Rio das Pedras, com duas declarações de Imposto de Renda em nome das cidades de Conchal e São Pedro, ou seja, eles sairiam daqui e iriam para essas duas cidades aplicar golpes lá também”.

A autoridade apurou, com a responsável pela agência, que o homem preso no banco apresentou uma declaração de Imposto de Renda com rendimentos de quase R$ 60 mil.

“Com um rendimento desses, o banco disponibiliza um crédito de quase R$ 20 mil entre cartão e cheque especial. Indo para Conchal, com a mesma certidão, eles iam obter mais um crédito neste valor e depois em São Pedro outro crédito semelhante. Em três agências, eles iam lesionar em quase R$ 100 mil”, destacou a autoridade policial.

Mauro Arthur disse que representou pela prisão preventiva da dupla, por conta do montante do prejuízo que eles iam causar aos cidadãos de bem.

“É mais uma resposta à sociedade. Tão logo soubemos da tentativa de golpe fomos à agência e os prendemos. Foi um trabalho brilhante do investigador Sidnei e eles perderam. Ficaram sem os celulares, sem os documentos falsos e o carro”, destacou o delegado.

Prevenção
Mauro Arthur ressaltou que é importante que nos bancos façam um convênio com a polícia de cada local para, quando houver algum suspeito numa agência, ligar para a polícia e falar que alguém está apresentando documento duvidoso. Eu estreitei os laços com os gerentes de bancos daqui, de Rio das Pedras, e alertei que se tiver algum indivíduo suspeito para me ligar que eu desço e verifico os documentos. Tem crime constatado? É cadeia”, observou o delegado.

O flagrante
Ao ser preso, o homem de 65 anos falou onde estava o mandante – em um veículo roubado, na praça da Igreja Matriz – e este foi pego também. Os dois deverão passar por audiência de custódia nesta quarta-feira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Matérias Relacionadas