Caminho árduo

Caminho árduo

Luiz Tarantini

Olá alvinegros apostólicos romanos, sejam todos bem vindos sempre ao nosso espaço semanal livre de amarras e com a liberdade de expressão como a única meta. As opiniões colocadas e discutidas sempre com a verdade acima de tudo.

O Nhô-Quim começa a tomar forma para a copa paulista que começa dia 03/07, Douglas Pimenta, Cléber Gaúcho e Ronaldo Guiaro sobe o olhar de Arnaldo Bortoleto já começaram a apresentar os primeiros nomes para a composição do elenco para esta competição do segundo semestre.

Após mais um fiasco, a reformulação se fez necessária e com novas idéias, novos planejamentos e principalmente novas pessoas inicia-se tudo do zero. Estou vendo algumas pessoas já iniciar as críticas ao trabalho que ainda nem começou, sendo e=que estes mesmos viviam elogiando e achando desculpas para o trabalho da antiga gestão do futebol profissional, estranho né?

No início da temporada, quando então apresentado o executivo de futebol Marco Gama e o treinador Luciano Dias, fizemos questão de convidá-los a participar do programa “Passe de Letra” pela Rádio Difusora AM 650 para que ambos pudessem explicar aos ouvintes e torcedores como seriam os trabalhos de contratações, projetos e integração com categorias de formação.

Ninguém criticou ou fez nenhuma menção negativa até o campeonato começar, as contratações aconteceram, e ainda mantínhamos o foco no inicio dos jogos, foi ai que as criticas, não só deste velho corneta e sua trupe, mas soltaram o verbo uma torcida toda(a verdadeira, não a profissional), que via desacreditada na ruindade do time, com atletas vindos de partes mais longínquas do país que estavam a passeio por aqui. Existe muita diferença em ser “crítico” a “azedo”, além de não ter “gralhas” exaurindo a paciência em dias de jogos.

Os nomes dos novos atletas já começaram a aparecer, tem quem está retornando caso do goleiro Coutinho, e quem é Piracicabano mas que não começou por aqui e ganhou a oportunidade de poder trabalhar em sua cidade natal, tem garotos da base e alguns nomes mesmo jovens já com uma certa experiência.

Ainda chegará mais gente nova e com sangue nos olhos para fazer seu nome, desempenhando o melhor futebol com a técnica e talento individual sempre buscando o aprendizado com quem conhece o assunto como ninguém. Cleber Gaúcho e Ronaldo Guiaro tem de sobra muito conhecimento para passar para os novos guerreiros do XV, e se cada um deles conseguir assimilar e entender a dimensão do que é vestir o manto zebrado tão sagrado para o Piracicabano, os resultados com certeza virão, basta acreditar e colocar em prática o que vão aprender.

Douglas Pimenta é um estudioso do futebol com formação acadêmica e pratica em quase todos os setores do que se entende por futebol profissional e de formação de atletas, além de ter criado raízes em Piracicaba, freqüenta lugares comuns a todos e conversa abertamente com cada um dos torcedores que o abordam na rua, isso é transparência e credibilidade, algo que vai muito além de um “estrangeiro” vindo apadrinhado por alguém que nem faz parte do clube. Que vitória o Nhô- Quim conquistou sem entrar em campo, bastou algumas mudanças de peças para que a ligação entre o verdadeiro torcedor e o clube voltasse a ser estreita.

Agora para as viúvas de ex-qualquer coisa fica uma frase que foi dita e escrita por um comentarista de redes sociais com certo as sarcástico (tenta ser engraçado, mas passa muito longe disso) quando então o grupo que buscava a renovação no núcleo do XV disse após a composição feita na data da eleição para nova diretoria: “Para os que já passaram pelo XV, muito obrigado pelos seus serviços, mas eles não são hoje e nem serão nunca mais necessários, passar bem!”.

Nhô-Quim sua história é centenária, as pessoas passam e sempre irão passar, mas você velho senhor: É IMORTAL!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Matérias Relacionadas