Moradora coleta água de chuva para lavar roupas brancas

Moradora coleta água de chuva para lavar roupas brancas

Reprodução do vídeo postado pela moradora no momento da chuva

O abastecimento de água em Rio das Pedras continua sendo assunto que causa polêmicas. Entre os questionamentos feitos pela população está quando a qualidade da água fornecida, em especial quanto a sua coloração amarelada. No dia 18 de fevereiro, o jornal O Verdadeiro publicou matéria relatando os inúmeros depoimentos, fotos e vídeos feitos por moradores evidenciando a situação.

Na ocasião, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) informou que o fato ocorria devido ao alto índice de chuva e o fato das captações estarem com nível muito baixo de armazenamento. “Ocorreu alteração na turbidez e na cor da água bruta. Com esses padrões altos, dificulta o tratamento da água”, afirmou o Executivo em nota à época.

Passado um mês, os questionamentos e relatos continuam frequentes nas redes sociais de Rio das Pedras. Nessa semana, uma moradora do bairro Eng. José Carlos Barrichello postou um vídeo da chuva e o uso de dois tambores de 250 litros cada para obter água em condições de lavar roupas brancas.

“A água que recebemos em nossas torneiras só faz manchar as roupas, principalmente as brancas. E pagamos tão caro por uma água que quando chega a nossas torneiras é totalmente marrom, não se conseguem nem lavar roupa. Tem dia que não dá nem para lavar a louça de tão suja que é”, disse a moradora no decorrer do vídeo em que mostra a água do telhado caindo dentro dos tambores. “Quando as chuvas cessarem, o que vai ser do povo rio-pedrense sem uma água boa”, questiona ainda durante a filmagem.

Outro morador postou a foto de um copo com água amarelada coletada na quarta-feira (16) e pediu para que o prefeito olhasse a qualidade da água. Em um dos comentários da postagem, a parte da equipe da Prefeitura é desafiada a beber a água do copo.

De acordo com a nota encaminhada pela Prefeitura, a água é constantemente avaliada e as correções são feitas conforme as análises são realizadas e definem o tipo de tratamento adequado. A orientação para os consumidores que considerem a água de má qualidade é solicitar ao SAAE uma análise com coleta na residência.

Água coletada por morador na quarta-feira (16)

Além disso, a Agência Reguladora dos Serviços de Saneamento das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (Ares-PCJ) orienta que, para o caso de identificação de água com aspecto sujo, mal cheiro ou gosto, seja feita reclamação junto ao SAAE de forma escrita, relatando o problema e solicitando uma solução. Caso não obtenha solução, o consumidor deve registrar reclamação na Ouvidoria da Agência: “Os usuários dos serviços de saneamento básico do município de Rio das Pedras podem encaminhar, em 2ª instância, reclamações referentes à prestação do serviço à Ouvidoria da Agência. Somente são processadas aquelas reclamações que já tenham sido feitas no prestador de serviço de água e esgoto e não tenham sido solucionadas. O protocolo da reclamação não solucionada é obrigatório”, orienta.

O SAAE afirma que realiza análise da água distribuída de forma constante e que estão disponíveis para quem quiser mediante protocolo. “São gratuitas para visualização e se quiser pode fotografa-las. Tem uma taxa de impressão caso as queira impressas”, informa a autarquia.

O Ares-PCJ realiza, mensalmente, o monitoramento da qualidade da água no município, tendo sido realizada oito coletas em diferentes endereços do município durante o ano de 2021. As coletas em Rio das Pedras foram suspensas a partir de agosto de 2021, dado que o racionamento aplicado no município impede a coleta de água para análise.

A coleta do mês de junho de 2021 apresentou não conformidade. Assim, o Ares-PCJ notificou o SAAE para apresentar solução de modo a se adequar às condições de prestação de serviço desta Agência Reguladora. O processo administrativo na Agência Reguladora está em andamento.

Questionado nesta quinta-feira (17), o SAAE garante que a água é potável e esta de acordo com a legislação. “Porém, a condição da água pode sofrer alterações até por falta de limpeza da caixa dentro das residências”, completa a nota, afirmando que a água suja nas torneiras pode ser ocasionada por sujeira nos reservatórios residenciais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Matérias Relacionadas