Chuva destrói estrada rural e moradores ficam ilhados

Chuva destrói estrada rural e moradores ficam ilhados

A Rua 4 do bairro rural Santa Isabel, de Rio das Pedras (próximo ao bairro Tupi, em Piracicaba), desmoronou nesta semana por conta do grande volume de chuvas. A água pluvial, que passa por manilhas instaladas embaixo da via, fez com que a terra deslizasse, destruindo mais da metade da rua.

A cratera aberta provocou um acidente, com um veículo com placa de Americana caindo no buraco. “De novo, mais um carro caiu na estrada do Santa Isabel, na Rua 4. E aí prefeito de Rio das Pedras, o que o senhor me diz? Não faz nem um ano que caiu um carro aqui na mesma estrada. De tanta reclamação feita na Prefeitura e nada resolveu. Vieram depois de uns seis meses que caiu um carro aqui, arrumaram de qualquer jeito o buraco. Vocês só querem dinheiro do povo e na época de eleição querem voto. E agora? O que o senhor fala disso senhor prefeito. Novamente caiu um carro. O rapaz foi em estado grave para o hospital. Vai esperar mais gente cair, esperar morrer alguém? Quando for um parente do senhor que cair aqui, o senhor vai arrumar”, disse Ivana Moraes, dona de uma chácara no bairro, que estava passando de carro logo atrás do veículo que caiu na cratera e gravou a situação.

Moradores relatam que não há possibilidade de passar com veículos, apenas á pé. “O serviço (de instalação de manilhas) não foi feito direito, só foi gasto dinheiro dos impostos que pagamos. Toda vez que chove é isso. Eles (Prefeitura) vêm para arrumar, gastam o dinheiro do povo, porque eles não convivem aqui no Santa Isabel. Hoje (terça-feira, 1º) vai começar as aulas e as crianças não vão poder ir na aula porque o ônibus não passa”, afirmou Ivana Moraes em outro vídeo.

Um casal que mora em uma das chácaras do bairro teve que enfrentar a estrada a pé para comprar mantimentos e alimento para os animais. “Trazer na mão nem que seja dois quilos de arroz, dois quilos de ração para os bichinhos e não passar fome até ver como vai ficar isso”, disse a mulher.

Outro morador relatou a dificuldade para trabalhar. “Atrapalha porque a gente não pode carregar as ferramentas, tem que ir a pé para o serviço e carregar as ferramentas na mão. A gente está isolado, não tem como passar”.

Ivana Moraes, que foi ao bairro fazer manutenção em sua chácara, disse estar sem acesso para voltar para casa. “A Prefeitura veio hoje de manhã (quinta-feira, 3) com um trator, mas não conseguiu realizar o serviço. Disse que contratou uma máquina maior, mas até agora não veio. Para nos dar condições de passar, falaram que iria colocar cascalho entre as ruas 8 e 9, mas isso também não foi feito até agora”, afirmou às 16h23.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Matérias Relacionadas