Prazo para limpeza de reservatório termina com obra inacabada

Prazo para limpeza de reservatório termina com obra inacabada

As polêmicas obras de limpeza na margem do reservatório de água bruta do bairro Bom Jesus tiveram seu prazo de execução encerrado nesta quinta-feira (27), de acordo com a autorização da Cetesb emitida no dia 27 de julho de 2021. O prazo era de 90 dias, prorrogáveis por mais três meses.

Durante esses seis meses, vários caminhões de terra foram tirados aumentando em cerca de 4 metros a largura do reservatório, mas aterrando parte da área onde há terrenos particulares. A movimentação de terra gerou questionamento da população e de vereadores, que convocaram representantes do Executivo para prestar esclarecimentos. Denuncias foram feitas, vistorias feitas pela Cetesb e Polícia Ambiental por determinação do Ministério Público foram realizadas.

Nas últimas semanas as obras foram interrompidas sem qualquer esclarecimento a respeito. Questionada pelo jornal O Verdadeiro sobre o motivo da paralisação das obras, a Administração Municipal não respondeu. “Apesar do prazo da obra terminar hoje (quinta), o município pode pedir alterações e seguir com a obra. Foi feito o aprofundamento e limpeza da margem ao lado da Avenida José Augusto da Fonseca. A mesma obra do lado oposto não será feita agora na sequência, mas está nos planos da Prefeitura. Ainda faltam ser feitas algumas obras de reforço na barragem e no ladrão” (SIC), diz o Executivo em nota. Contudo, não foi informado quais são as obras que ainda restam para a conclusão e nem o prazo.

Enquanto as obras estão paradas, a temporada de chuvas teve início e boa parte da água pluvial que desce pela Avenida José Augusto da Fonseca se perde por falta do devido escoamento para o reservatório. Além disso, o aterramento mostra sinais de que está cedendo, com a possibilidade da terra voltar para o leito do tanque.

Além disso, o racionamento de água segue com a suspensão por 36 horas e distribuição de água por 12 horas, alternando madrugada com e outra sem água nas casas de Rio das Pedras.

Nas últimas semanas as obras foram interrompidas
sem qualquer esclarecimento a respeito

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Matérias Relacionadas