Crianças de 5 a 11 anos serão vacinadas no sábado (29)

Crianças de 5 a 11 anos serão vacinadas no sábado (29)

A Secretaria da Saúde de Rio das Pedras iniciará, neste sábado (29), a vacinação de crianças entre 5 e 11 anos, sem comorbidades, contra a Covid-19. No dia 21 (sexta-feira), ocorreu a vacinação para crianças com comorbidades, mas apenas dez foram imunizadas. Diante da baixa procura, a Pasta optou por ampliar o público alvo.

A vacinação ocorrerá na UBS Dr. Matheus Gabriel Bonassa (São Cristóvão), das 8h às 16h. Durante o dia haverá distribuição de algodão doce e guloseimas para aliviar a tensão entre os pequenos. Os responsáveis deverão apresentar certidão de nascimento, comprovante de residência ou cartão de consulta, CPF e cartão SUS. No mesmo dia, adolescentes que ainda não tomaram a primeira dose ou com a segunda dose atrasada poderão se imunizar.

De acordo com o secretário Joaldo Gonçalves de Oliveira, os profissionais da saúde foram treinados para evitar erros de dosagem, em especial pela diferença que há nas especificações para adultos e crianças. As crianças que receberam as vacinas ficarão em observação na unidade de saúde por 20 minutos para o caso de reação ao medicamento. Para isso, haverá uma tenda com cadeiras para a espera.

Em caso de reação à vacina após esse período, a orientação da Saúde é que o Pronto Socorro seja procurado ou que seja feita agendamento de consulta junto a UBS Dr. Matheus Gabriel Bonassa. Para dúvidas, os responsáveis podem entrar em contato pelo WhatsApp (11) 93389-6652.

Estarão disponíveis doses da Pfizer e CoronaVac. A estimativa do Departamento Regional da Saúde (DRS-X Piracicaba), o público alvo são 2.700 crianças com idade entre 5 e 11 anos.

Teste apenas para casos graves – Outra determinação divulgada pela Secretaria de Saúde de Rio das Pedras é que testes de detecção da Covid-19 sejam feitas apenas em pacientes com sintomas graves. A orientação se deve pela falta de insumos para realização dos testes disponíveis no mercado. Além disso, os preços têm sido inflacionados pelas empresas farmacêuticas, prejudicando a compra pelo Poder Público.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Matérias Relacionadas