Nunca será somente futebol…

Nunca será somente futebol…


Luiz Tarantini

Olá alvinegros apostólicos romanos, sejam todos muito bem vindos ao nosso espaço semanal, independente, livre, leve e solto aonde a democracia e pluralidade de opiniões sempre será nosso foco principal.

Nesta semana tivemos a prova concreta de que está frase antiga do título desta coluna é muito assertiva para todas as gerações até os dias atuais, o futebol nos proporciona momentos únicos com fatos isolados ou em massa que renovam as esperanças em dias melhores para o esporte que é ainda o mais popular do mundo.

No domingo passado dia 12/12, aconteceu no estádio Barão de Serra Negra em Piracicaba um evento festivo para a comemoração dos dez anos do título do XV de Piracicaba pela série A2 do campeonato paulista. Marlon Tadeu Ferreira convidou seus antigos companheiros para uma simples partida comemorativa, mas o negócio tomou uma proporção imensa, aonde mais de noventa atletas desfilaram seu futebol em duas partidas reunindo os veteranos do Nhô-Quim, campeões brasileiros da série C de 1995, amigos do “Seca Litro” e os campeões do Nhô-Quim de 2011.

Decidiu-se então que o torcedor poderia participar doando um quilo de alimento não perecível e foi arrecadada meia tonelada que transformados em cestas básicas vão fazer o natal de mais de cento e cinquenta famílias cadastradas no projeto “Cristificar” muito mais alegre. Homenagens a personalidades que contribuíram para o crescimento do alvinegro piracicabano também foram entregues, Renato Bonfíglio, Adilson Maluf, Luis Beltrame, André Ferreira, Fernando Galvão, Lili e muitos outros  foram lembrados, mas  a homenagem principal ficou reservada a Paulo Moraes, que dedicou parte de sua vida ao XV e marcou uma época com sua personalidade forte e sincera. A homenagem foi entregue a seu filho “Jubão” e família com todos os atletas reunidos batendo palmas, chorando e enaltecendo o nome do amigo, isso é só futebol??

Na grande final da copa do Brasil, os atléticos mineiro e paranaense se enfrentaram nesta quarta feira 15/12 na arena Curitiba,  os mineiros que já tinham uma grande vantagem, pois venceram o primeiro confronto em minas pelo placar de 4×0, mais uma vez, mesmo  fora de casa venceram  com sobras pelo placar final de 2×0 que somados no agregado acabou 6×0 para o Galo mineiro.

O que surpreendeu a todos foi a reação da torcida do furacão, que até meados do segundo tempo sofriam nas arquibancadas vendo seus atletas sem nenhum poder de reação, totalmente dominados pela excelente equipe mineira, ai começou a magia do futebol, inexplicavelmente os torcedores paranaenses começaram a entoar cânticos de torcida e a fazer uma linda e inesquecível festa para seus jogadores, reconhecendo a superioridade do adversário e comemorando a temporada que foi muito satisfatória para o furacão com o título da copa sul-americana.

Os jogadores rubro-negros não deixaram por menos, e ao final da partida enquanto os jogadores do time mineiro comemoravam o título da competição de um lado, do outro os atletas do furacão comemoravam com a torcida a temporada vitoriosa que o Atlético construiu ao longo do ano, uma cena que emocionou a todos os presentes até mesmo o mais badalado jogador brasileiro da temporada o incrível Hulk, se rendeu ao amor puro da torcida paranaense com seu time e fez uma referência a tal postura e atitude em sua entrevista ao final.

Que sirva de exemplo para os outros noventa e nove por cento de clubes do Brasil e do mundo, que nas derrotas saem disparando críticas e procurando culpados. Que o nosso futebol possa voltar a ser a referência alegre e de qualidade técnica que encantou o mundo ao ponto de uma equipe brasileira, falamos do Santos de Pelé, parar uma guerra, então jamais  devemos ser os protagonistas do início de outras!

“Nunca foi e nem será somente futebol”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Matérias Relacionadas