Cetesb investiga mortandade de peixes em lagoa de distrito em Piracicaba

Cetesb investiga mortandade de peixes em lagoa de distrito em Piracicaba

Vários peixes foram encontrados mortos em uma lagoa no distrito de Tanquinho, em Piracicaba, na manhã desta quinta-feira (7). A Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) investiga o caso. A lagoa, que fica na zona rural do município, pertence a uma usina. Imagens mostram a lagoa praticamente vazia e dezenas de peixes mortos na água. Ainda não é possível calcular a quantidade de animais mortos. Um funcionário do Serviço Municipal de Água e Esgoto (Semae) esteve no local após uma denúncia de um morador, que disse que a usina abriu a comporta do tanque que “puxou” a água da lagoa.

“Dessa abertura [do tanque], morreram milhares de peixes e também baixou [o nível] do tanque dessa usina em mais de cinco metros. Só que o tanque tem dezenas de metros de comprimento, então o volume de água que saiu daqui foi muito grande”, explica José Carlos Magazine.

“Agora o que chama a atenção, da pessoa que fez isso, é a falta de consciência com o meio ambiente, principalmente no momento de crise hídrica que nós estamos passando”, completou. Moradores do distrito afirmam que não é a primeira vez em que há mortandade de peixes no local, e que nos últimos dias, vários animais têm aparecido mortos na água.

Órgãos ambientais investigam caso – Uma equipe da Cetesb esteve no local e colheu material para fazer análise da água e investigar a causa da mortandade. A companhia informou que técnicos estão em vistoria na área e, posteriormente, se posicionarão sobre a inspeção. A Polícia Ambiental também esteve no local, mas ainda não se posicionou sobre a vistoria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Matérias Relacionadas