Apesar de obras, moradores do São Cristóvão seguem com pouca água

Apesar de obras, moradores do São Cristóvão seguem com pouca água

A estiagem cada vez mais longa e o forte calor não têm ajudado a administração do SAAE a disponibilizar água para Rio das Pedras. Os moradores do bairro São Cristóvão II, em especial no quadrilátero entre as ruas Gerônimo Guilherme Peroza, Vicente Marino, Maria P. Froner e João Augusti, estão sem água durante o período anunciado para o racionamento.

A autarquia executou uma série de procedimentos com o propósito de garantir o abastecimento. No último sábado foram realizadas intervenções nas ruas Holanda Cibim, Pedro Cezarin, Maria Polinato Froner e Gerônimo Guilherme Peroza, próximo as esquinas com a rua Vicente Marino com o intuito de padronizar o sistema de distribuição de água e fazer chegar nas residências com a mesma pressão.

Em seguida, foram instalados registros diretamente no sistema de distribuição de água, no ponto mais alto dos bairros Santa Maria e São Cristóvão II, para que possibilite a conexão direta de caminhões pipa aos canos. Assim, com maior pressão, se esperava que a água chegasse com mais força nos reservatórios residenciais, fazendo o abastecimento mais rápido e eficiente.

Mesmo com a manobra, alguns moradores relataram não ter conseguido encher as caixas d’água pela falta de pressão. Nesses casos, o SAAE disponibilizou o caminhão pipa para encher as casas diretamente.

Poço artesiano – Outra obra em andamento é a perfuração do poço artesiano próximo a rotatória da bandeira, na avenida Elias Candido Ayres. No sábado (21), a preocupação foi pelo bolsão de gás encontrado, o que obrigou a interrupção do trabalho. Após o esgotamento do gás, a perfuração foi retomada. De acordo com a empresa responsável, parte do poço já foi perfurada e revestida para evitar desmoronamentos e a contaminação da água. A perfuração continua até que seja encontrada água.

Quando chegar a profundidade ideal, a água será coletada e analisada para verificar se está apta para ser distribuída para a população. Caso seja necessária intervenção com produtos químicos, ela será feita na saída do poço, sem a necessidade de encaminhar para uma Estação de Tratamento de Água.

Roubo e vandalismo – Para captar água, o SAAE instalou cinco quilômetros de tubulações entre uma represa próxima a Rodovia do Açúcar e o reservatório do Bom Jesus I. No último final de semana, foram furtadas 38 abraçadeiras de alumínio que faziam a junção dos canos. Além disso, parte da tubulação foi vandalizada com golpes que perfuraram o encanamento.

De acordo com o superintendente do SAAE, Emerson Vieira, os infratores se aproveitaram do desligamento da bomba de captação – que estaria em manutenção – para efetuar o roubo, uma vez que os canos estariam sem pressão.

Prefeito abordado pela polícia – Fato inusitado em meio ao furto das conexões das tubulações foi o prefeito Marcos Buzetto ser abordado pela Polícia Civil, que estava na zona rural investigando o crime.

Segundo relato da assessoria de imprensa, a equipe policial avistou um carro se aproximando do local do furto. Acreditando se tratar de atitude suspeita, os policiais realizaram a abordagem, solicitando que todos descessem do carro. Porém, quem estava no carro era o prefeito, que também estava no local verificando a situação dos equipamentos.

Após o acontecido, Buzetto reagiu com bom humor e ligou para o delegado da cidade elogiando a postura dos policiais que, diante de um veículo desconhecido, fizeram a abordagem para averiguar que não se tratava de nenhum possível suspeito do crime.

A estiagem cada vez mais longa e o forte calor não têm ajudado a administração do SAAE a disponibilizar água para Rio das Pedras

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Matérias Relacionadas