Por que é importante a reflexão sobre a independência do Brasil?

Por que é importante a reflexão sobre a independência do Brasil?

É preciso considerar primeiramente, que o homem não vive encerrado no presente, e ao contrário do animal, ele circula no tempo. Valendo-se da memória do passado, ele tem condições de antecipar o futuro, fruto de sua capacidade de sonhar.

Portanto, “é preciso conhecer o passado, entender o presente para acertar no futuro”. Este é o grande propósito de estarmos sempre revendo os acontecimentos significativos do mundo.

Assim, com essa premissa, veremos a importância do ato libertário refletida nos versos de nosso hino da Independência: “já raiou a liberdade no horizonte do Brasil…” Ou “ficar a Pátria livre ou morrer pelo Brasil”.

A Independência do Brasil é um dos fatos mais importantes de nosso país, mas não foi um ato isolado acontecido em 7 de setembro de 1822 e pronto. Nem a luta pela Independência foi aí concluída.

O 7 de setembro de 1822 é o marco mais importante da Independência do Brasil que aconteceu como consequência de um longo processo, produzido e que produziu movimentos na sociedade brasileira. Muitas tentativas ocorreram antes e muitas pessoas lutaram bravamente por este ideal.

Numa breve retrospectiva sobre alguns fatos da história, é possível constatar um conjunto de fatores internos e externos, que alimentaram o movimento.

O sistema colonial estava em crise e a exploração a que o Brasil estava submetido, com a retirada de parte considerável de nossa riqueza para manter a Corte e Portugal, gerava insatisfação e revolta, produzindo movimentos de rebeldia.

Esses movimentos seriam regionais, mas alguns autores consideram que talvez ali já estivesse nascendo a “consciência de ser brasileiro”.

Lembrando alguns desses movimentos no Brasil temos: A Inconfidência Mineira (1789); A Conjuração dos Alfaiates (Bahia 1798); A Revolução de Pernambuco (1817). Considerem-se as ideias da Revolução Francesa, a Revolução Industrial na Inglaterra e o liberalismo da Revolução Americana.

Essa nossa Independência, a luta pela liberdade, foi de autonomia política, e a esperança é que com a reflexão, agucemos nossa percepção, de que a Independência e a Liberdade é uma luta constante e exige perseverança.

Aproximamos-nos da Independência quanto mais nos aproximarmos de uma sociedade mais justa e digna.

A liberdade de um País, de um povo, está associada à democracia e, no nosso Brasil, é um constante embate que precisa do engajamento coletivo, para a construção de uma sociedade mais justa e digna.

Artigo escrito por Carlos Sicca, vereador pelo Partido Verde (PV) em Rio das Pedras

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Matérias Relacionadas