Piracicaba vai testar cerca de 50 mil pessoas para dimensionar impacto da Covid-19 no município

Piracicaba vai testar cerca de 50 mil pessoas para dimensionar impacto da Covid-19 no município

A Prefeitura de Piracicaba, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, integra uma pesquisa por amostragem que vai testar entre 12% e 15% da população local para dimensionar a ação do novo coronavírus, tanto entre as pessoas que foram infectadas e apresentaram sintomas, como aquelas assintomáticas. O percentual equivale a uma meta de aproximadamente 50 mil pessoas testadas, com base na população local de 404.142 habitantes.

O objetivo é levantar subsídios para estudos sobre a pandemia em Piracicaba, dimensionar o grau de disseminação do vírus e estabelecer políticas públicas de controle da Covid-19 junto à rede de saúde do município, a fim de aprimorar a estrutura de atendimento na atenção básica e na rede hospitalar. Parte dessa testagem já está em andamento desde o início da pandemia.

Para os pacientes sintomáticos, já foram realizados 12.581 testes rápidos (anticorpo) e 13.801 RT-PCR, totalizando 26.382 testes em pacientes que buscaram as unidade de saúde por apresentar algum tipo de sintoma característico da Covid-19, sendo hospitalizados ou não. Há ainda mais 13.492 mil testes rápidos previstos para serem realizados entre os sintomáticos só na rede pública de saúde.

A partir da semana que vem está previsto o início de um projeto que envolve a identificação de pacientes assintomático por inquérito sorológico. Serão realizados 14.300 testes rápidos por coleta de sangue, distribuídos entre os seguintes públicos: pessoas acima de 60 anos, profissionais da educação, profissionais do transporte coletivo e taxistas.

Os testes serão realizados pelo Laboratório Municipal, com dia e hora marcados. A Secretaria Municipal de Educação vai selecionar os profissionais da rede que poderão participar da amostragem. O mesmo acontecerá com a Atenção Básica, que vai contatar os idosos aptos, por área de abrangência, de acordo com critérios da pesquisa. Os candidatos do transporte coletivo serão convidados pela empresa Tupi. E os taxistas serão selecionados pelo sindicato da categoria.

A ação faz parte de uma parceria do município de Piracicaba com o Instituto Butantan e o Conselho de Secretários Municipais do Estado de São Paulo (Cosems). A cidade está entre os 31 municípios convidados para compor esta pesquisa estadual sobre o impacto da pandemia na saúde da população.

Os testes serão realizados pelo Laboratório Municipal, com dia e hora marcados

Nesta segunda-feira (24/08) foi concluída a capacitação dos profissionais do Laboratório Municipal, treinados pela empresa Hilab, parceira no projeto e responsável pelo fornecimento do equipamentos e kits de testagem. O próximo passo será a instalação e calibragem dos equipamentos. As equipes do Departamento de Atenção Básica, que participaram da elaboração da estratégia, serão acionadas assim que toda estrutura estiver devidamente ajustada para o início do processo.

Para o coordenador do Centro de Vigilância em Saúde, Moisés Taglietta, a parceria com o Governo do Estado para a realização dessa grande amostra de avaliação do impacto da pandemia no município será uma experiência ímpar para todos os profissionais da saúde. “Teremos assim uma dimensão real do que ocorreu e está ocorrendo, envolvendo pessoas afetadas pela doença, tanto que apresentaram sintomas, quanto que não apresentaram qualquer sintoma, o que permitirá uma leitura mais segura e aprofundada de todo o processo pandêmico”, disse.

O Secretário de Saúde, dr. Pedro Mello, explicou que a elaboração de dados estatísticos seguros é fundamental para subsidiar os gestores municipais. “Com indicadores, as ações ganham em efetividade e se torna mais clara a definição de estratégias e alocação de recursos. Por se tratar de uma situação sem precedentes, somente os estudos poderão nos dar informações reais do fenômeno que colocou todo o mundo em estado de alerta. Participar desse amostragem é, além do conhecimento proporcionado, uma demonstração de responsabilidade pela segurança da população e dos profissionais de saúde de nossa cidade”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Matérias Relacionadas