Limpeza de tanque é boa, mas ainda não é o suficiente

Limpeza de tanque é boa, mas ainda não é o suficiente

O SAAE iniciou, no último final de semana, a limpeza das margens do reservatório de água que atende à ETA III. A seca no tanque é algo que impressiona e jamais vista. Os motivos para chegar em tal situação são muitos e a gravidade da situação é mais do que evidente.

Os clamores para que algo de prático fosse feito foram muitos. Vereadores foram algumas vezes no local e apontaram o problema, sugerindo soluções. Parte da população, de forma voluntária, esteve no reservatório para recolher o lixo jogado por pessoas que insistem em pensar no próprio umbigo.

E, sábado passado, o SAAE começou a sua parte e partiu para a limpeza das margens do tanque. Após conseguir as devidas autorizações, o maquinário da Prefeitura foi ao local e começou a retirar parte da terra das laterais. Serão mais de 200 metros de extensão com três metros de profundidade.

Ainda não é o sonhado e esperado desassoreamento do reservatório, com o aprofundamento do fundo do reservatório, mas já é uma ação que traz um pouco de esperança para a única cidade da região a conviver com o racionamento de 8 horas diárias – isso sem contar com a interrupção no fornecimento que ocorrer todas as madrugadas a partir da meia noite.

Essa é uma medida para médio prazo, uma vez que depende de grande período de chuvas quando as obras forem concluídas para que se obtenha como resultado obter maior capacidade de armazenamento de água bruta.

Para fins imediatos, sem muitas alternativas para captar água, a opção mais rápida parece ser a perfuração de poços artesianos. Os dois perfurados até o momento já estavam planejados para a implementação dos novos loteamentos. A população precisa de mais e rápido. O período de estiagem ainda conta com longos dias pela frente. A tendência, infelizmente, é de que a situação se agrave mais e mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Matérias Relacionadas