História da Paroquia do Bom Jesus de Rio das Pedras

História da Paroquia do Bom Jesus de Rio das Pedras

por Prof. Toninho Martins

 

Segundo fontes históricas, no dia 6 de agosto de 1870,o padre jesuíta Bartolomeu Taddei (1837/1913), missionário italiano veio para Rio das Pedras de Itu utilizando os meios usados na época: cavalos ou troles, para benzer a capela em terras de Francisco Jose Conceição (Barão da Serra Negra), dedicada ao Senhor Bom Jesus. Devoção dos portugueses vindos do norte de Portugal – Santuário do Bom Jesus de Braga -, incentivado também por nossa proximidade com Pirapora do Bom Jesus. De 1870 a 1898 fora uma capela, comunidade pertencente à Paroquia de Santo Antônio de Piracicaba (atual Se Catedral Diocesana).

No dia 17 de maio de 1898, por decreto do vigário capitular da Diocese de São Paulo, cônego Ezechias Galvão de Fontoura que dirigia aquele bispado, pois o bispo diocesano Dom Joaquim Arcoverde de Albuquerque Cavalcanti fora transferido como arcebispo do Rio de Janeiro por mandato do papa Leão XIII (1878/1903), posteriormente em 1905 por mandato do papa São Pio X (1903/1914) fora o primeiro cardeal do Brasil e da América Latina.

Nesta época, a paroquia possuía as seguintes capelas: Santa Cruz (Bom Retiro), São Jose no bairro Saltinho, Santo Antão e Santa Cruz no bairro Alambari de Cima. O primeiro pároco foi o padre Felipe di Lorenzo, missionário italiano que organizou a paroquia para celebração dos sacramentos as festas litúrgicas (1898/1899). Contudo, dificuldades econômicas e de adaptação, logística fizeram no a deixar o paroquiato. Estas dificuldades notamos com a sequência dos primeiros párocos. O segundo pároco foi o missionário italiano Carmello Spolzino (1899/1901), dedicado pároco que faleceu por enfarte em 8 de dezembro de 1901. Está sepultado na Capela do Cemitério.

Nossa paroquia teve a jurisdição de três bispados: São Paulo (1898/1908), Campinas (1908/1944) e Piracicaba (desde 1944). Neste ano de 2020 comemora-se os 150 anos de dedicação, devoção ao Senhor Bom Jesus.

Rio das Pedras sempre foi do Senhor Jesus. De Capela, passamos à Paroquia com o desenvolvimento de Vila à Cidade.

Nossa Paroquia possui quatro comunidades: Cemitério /Central, Mãe Rainha (bairro Santa Maria), São Francisco de Assis (Cambara/Dona Rosina) e São Judas Tadeu (Nosso Teto). O atual Pároco Padre Anselmo Cardoso Martiniano.

Possui duas Irmandades históricas do Santíssimo Sacramento (1905), Apostolado da Oração (Sagrado Coração de Jesus, 1913), Sociedade São Vicente de Paulo (Vicentinos, uma vila de casas. Pastorais: Batismo, Crisma, Catequese, Dizimistas, Exequias, Jovens, Corais, Liturgia, Leitores, Eventos Sociais, Acolitos, Coroinhas, Clube de Mães Ministros da Eucaristia, Noivos/Casais, Pascom (Comunicações, Facebook, Youtube, Programa Radio Rio Vox atuando na Evangelização – Mateus 28/19/20).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Matérias Relacionadas